exa 01 by Ed




exa 02


Set Fire to Flames - Fukt Perkusiv/Something About Bad Drugs, Schizophrenics and Grain Silos

(todas as imagens neste blog são da autoria de Edgar Libório, usadas com permissão)

   

<< April 2012 >>
Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat
01 02 03 04 05 06 07
08 09 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30

song of my typewriter:

the best way to think is not at all-
my banjo screams in the brush
like a trapped rabbit (do rabbits
scream? never mind: this is an
alcoholic dream);
machine guns, I say,
the altarboys,
the wet nurses,
the fat newsboys,
rubber-lipped delegates
of the precious life;
my banjo screams
sing
sing through the darkened dream,
green grow green,
take gut:
death, at last,
is no headache.

Charles Bukowski, The Days Run Away Like Wild Horses Over The Hills, Ecco/HarperCollins, 1969



links:

"borderline bipolar"
A Caixa
A liga de Murphy
arco-iris
Atravessando o Inverno
conFusão
dawning dusk
diário de um coma
Do Not Disturb
draeme
draemeX
edgarLIBÓRIO
espiral
groze's awkward world
invers o srevni
Linha Férrea
Maps
lonely gigolo
nocturno com gatos
o amanhecer das palavras
O Blog Piegas
O Desaparecido
Ossa et Cinera
Ou o poema contínuo
Outleir
Parafernália
Pila de Porco
Poemas da minha Avó
Poeta Vagabundo
polly maggoo
Que Estranha Forma de Vida
Rasgo Sentimental
round's blog
Silent Soul
sombras
Talvez Esperança
Thoughts...
Transformadores
Trilho
viagem de uma janela



If you want to be updated on this weblog Enter your email here:



rss feed



 
16.4.12
reciclagem
não és sorrisos nem pele nem praia. és um animal, um insecto, estás a rebentar de sangue e de mês a mês precisas de mim mas não me deixas lamber-te o sangue sujo de porcaria e de óvulos inutilizados (ovócitos). amo-te mais do que qualquer outro te amou antes e preciso com urgência de sentir o teu amor dentro da minha boca.

sou uma unha encravada, nota bem isso. estou roxo de sangue coalhado e a minha língua enche-me a boca, vejo peixes que à tona da água lembram escamas. são escamas também. passa os dentes pelas escamas dos peixes. apaga um cigarro nos olhos dos peixes, nas minhas costas, sou uma carraça, uma bolsa de sangue prestes a rebentar.
Posted at 12:39 pm by Cássio Almirante

 

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments




Previous Entry Home Next Entry